Páginas

segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

Ex- mulher de mossoroense encontrado morto em Icapuí será indiciada por omissão de socorro

A Justiça vai indiciar Abilene Ângela, ex-mulher do comerciante mossoroense Luiz Edson de Morais, de 50 anos, encontrado morto no Ceará, por omissão de socorro. Luiz foi encontrado sem vida à beira do mar na praia de Manibu no dia 6 de dezembro, no município de Icapuí.

A informação foi confirmada ao MOSSORÓ HOJE pela delegada Juliana de Carvalho, da Delegacia de Polícia Civil de Icapuí. Luiz Edson trabalhava como comerciante no bairro Belo Horizonte, em Mossoró, onde também morava. Segundo a polícia, o casal estava separado.

De acordo com a delegada, a ex-companheira da vítima negou que tenha matado Luiz Edson. Mas, não negou que estivesse no local com a vítima. "[Ela] negou que tenha matado ele. Mas, deveria ter socorrido, com certeza. E ao não fazê-lo, negou o socorro. Daí se enquadra em omissão de socorro", destacou Juliana de Carvalho.

Abilene Ângela disse à polícia que Luiz Edson passou mal na areia da praia e que ela chegou a deitar ele sob seu colo e, em seguida, ele desmaiou. A ex-mulher chegou a chamá-lo, mas Luiz não respondia mais.

Ainda em depoimento, ela contou que ficou com medo e foi embora do local sem avisar a ninguém e sem socorrer. "[Ela] disse que não era namorada dele. Já tinha sido, mas estavam afastados", relatou a delegada, estranhando o fato de: ela ter faltado ao trabalho para ir à praia às 8h numa terça-feira.

Segundo Juliana de Carvalho, a suspeita pode ser indiciada por homicídio ou não. Só haverá certeza após o laudo da perícia. "Quando sair o laudo vai ser ou não enquadrada no homícidio", conclui Juliana.

Fonte: Mossoró Hoje

0 comentários:

Postar um comentário