Header Ads

Plantão agitado na área atendida pelo Itep de Mossoró com passagem de cinco corpos pelo necrotério

Fotos: O Câmera
Logo pela manhã de sexta feira, duas ocorrências de morte violenta. O corpo de uma pessoa morena do sexo masculino, aparentando 40 anos de idade foi encontrado boiando na região de entre rios, na cidade de Assú. O homem não portava documento de identificação e aparentava ser andarilho. O corpo não apresentava sinais externos de violência, apenas pequenas escoriações na perna e na cabeça. Afogamento foi a causa mais provável de sua morte. 

Ainda pela manhã Francisco de Oliveira da Silva, de 58 anos de idade, resolveu colocar um fim na sua vida, se matando com os punhos de uma rede na cidade de Rafael Godeiro, onde residia com a família.

No Final da tarde, Antônio Marcos de Mesquita, de 42 anos de idade residia no Sitio Cachoeirinha na zona rural de Antônio Martins, morreu esmagado por uma pedra. Ele estava quebrando as pedras para carregar sua caçamba e foi surpreendido e esmagado por outra pedra que se desprendeu de uma parte mais a cima.

O acidente aconteceu no Sitio Raposa, localizado as margens da BR 226, próximo à cidade de Antônio Martins. O local é uma espécie de pedreira e Antônio costumava fazer retirada de pedras utilizadas na construção civil da região.

No inicio da noite, Luiz Carlos Silva de Lima, 16 anos de idade, foi alvejado com cerca de cinco disparos de arma de fogo na Rua Souza Pinto, por trás da antiga Moveis Lindomar no Alto de São Manoel e morreu no local.

Segundo informações, o menor residia no Conjunto Vingt Rosado e veio para a residência de uma namorada, próximo ao local do crime. Luiz Carlos foi morto quando deixava a casa da namorada em direção a sua residência.

Já na madrugada de Sábado, Francisco de Assis da Silva, "Pepeto" 30 anos de idade, morador da Rua Nilo Peçanha, foi alvejado com quatro disparos de arma de fogo, sendo dois no braço e dois na cabeça e morreu na hora. Seu corpo foi encontrado por volta de 1 hora e 30 minutos, no meio da Avenida Alberto maranhão, no mesmo quarteirão onde morava, no bairro Barrocas.

Segundo informações, Pepeto era usuário de drogas e praticada pequenos furtos para manter o vicio. A policia acredita que sua morte pode está relacionada ao seu envolvimento com a droga.

O Câmera

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.