Header Ads

Operação fumacê no combate á dengue e chikungunya, começou hoje em Icapuí-CE

Foto: enviado através de uma rede social
Ericlaudio Pereira/ da Redação

A operação de pulverização espacial Ultra-Baixo Volume (UBV) pesado, mais conhecida como fumacê, realizada pela Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), começou hoje, terça-feira (10) no município de Icapuí-CE.

A equipe é formada pelo o senhor Valdivino Nogueira Lopes Neto - coordenador da UBV, Francisco Adriano Lima dos Santos - operador e José Reginaldo Oliveira - motorista e irão percorrer as comunidades de Tremembé, Ibicuitaba, Icapuí, Cajuais, Mutamba, Barreiras, Redonda e Belém e estarão hoje e amanhã na cidade, fazendo o trabalho de prevenção da Dengue no município.A ação tem como objetivo, controlar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, febre amarela e chikungunya no município.

A iniciativa ocorrerá antes e depois do Carnaval, nos períodos de 9 a 14 de fevereiro e de 23 a 28 do mesmo mês em vários municípios do estado do ceará. 

A orientações é que os moradores abram as portas de suas residências durante a passagem do carro Fumacê, para que o inseticida possa agir e eliminar os mosquitos adultos.

O fumacê é um procedimento que consiste na liberação por via aérea de gases, que agem, por contato, atingindo os mosquitos adultos em voo. 

Cerca de 90% dos focos do Aedes aegypti, mosquito que transmite a dengue, são encontrados dentro de casa e em Icapuí, as localidades com maiores índices de infestação do mosquito transmissor da dengue são: Redonda, Incra, Fazenda Belém, entre outras. Lembrando também que o município possui um grande número de casas que quando o Agente de Endemias passa para realizar as visitas, se encontram fechadas, impossibilitando assim a entrada dos mesmos nas residências

Casos

Segundo o último boletim epidemiológico divulgado na última sexta-feira (06) confirmou que o Ceará possui 169 casos de dengue em 25 municípios, com quatro casos de dengue com sinais de alarme nos municípios de Aracati, Barbalha e Fortaleza.


Já com relação à febre chikungunya, em todo o ano de 2014, o Ceará notificou 53 casos suspeitos, descartou 17 e seis foram confirmados, todos importados de pessoas que viajaram para países com transmissão da doença. Foram registrados nos municípios de Fortaleza, quatro casos, Brejo Santo e Aracoiaba ambas tiveram apenas um caso.



Tecnologia do Blogger.