Header Ads

Icapuí tem maior ocorrência de chuvas no Estado, diz Funceme

Imagem: Reprodução/O Povo Online

Iguatu. Voltou a chover na madrugada de quarta-feira no Interior e litoral do Ceará. A Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme) registrou precipitações em 28 municípios do Estado. A maior ocorreu em Icapuí (59mm), seguida de Coreaú (28mm) e Viçosa do Ceará (27mm). A previsão de mais chuvas para todas as regiões do Estado para quinta-feira.
As chuvas desta Quarta-Feira de Cinzas tiveram pluviometria média de 23mm. Para quinta-feira, esse índice deve ser mantido, com precipitações entre fracas e moderadas. "As chuvas, desde o período do Carnaval, são provocadas pela aproximação de um ramo da Zona de Convergência Intertropical (ZCIT) do norte do Ceará", explicou o meteorologista da Funceme, Leandro Valente. A previsão é de chuva isolada e irregular, típica dessa época do ano. A Funceme registrou, ainda, chuva em São Gonçalo do Amarante (17,5mm); Itapajé (17,2mm); Granja e Meruoca (17mm); Poranga (16mm); Porteiras (15mm) e Alcântaras (14mm).
Média
Até o dia de quarta-feira, a Funceme registrava 43mm de chuva, em média, observada neste mês de fevereiro. Esse índice indica um desvio negativo de 66%. A média do período é de 127mm. As chuvas em janeiro passado ficaram 70% abaixo da média.
No campo, o clima é de apreensão em decorrência das reduzidas chuvas verificadas no primeiro mês da quadra chuvosa (fevereiro). Os agricultores têm opiniões diferentes.
Plantio
Há quem acredite será mais um ano de estiagem. Outros têm fé de que a partir do fim do próximo mês de março as chuvas vão banhar o sertão de forma intensa, permitindo o plantio e a colheita de grãos.
"O tempo está atrapalhado", disse o agricultor, Luís Pereira, da localidade de Umarizeiras, zona rural de Cariús. "No fim de tarde, início da noite faz um preparo, tem relâmpago, mas pela madrugada o céu fica limpo e nada de chuva".
Desconfiado e esperando a terra ficar úmida, a maioria dos agricultores não plantou na região Centro-Sul.
Reservatórios
O produtor rural Miguel Rocha, da localidade de Recreio, zona rural de Iguatu, mantém a fé e a esperança de que as chuvas vão chegar e haverá safra neste ano. "Só no fim de março que o inverno começa. Quem plantar nesse período vai colher", disse.
Outra preocupação do sertanejo é com a falta de água nos reservatórios que estão secos. "Precisamos de chuva para repor o nível dos açudes", disse o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Iguatu, Sebastião Alves.
O Povo Online

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.