Páginas

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Homem cai no golpe do falso sequestro em Mossoró-RN

Dr. José Vieira, titular da Delegacia de Defraudações de Mossoró
(Foto: Reprodução)

Dr. José Vieira, titular da Delegacia de Defraudações de Mossoró orienta Manter a calma, não se desesperar, depois tentar entrar em contato com o familiar em questão, juntar o maior número possível de informações onde a pessoa está, junto aos outros familiares, e em seguida acionar a polícia.

Hoje 09 fevereiro 2015, por volta das 8:00hs da manhã, um senhor perdeu cerca de R$ 3.500,00, em um crime que vem crescendo na cidade de Mossoró. 

O chamado golpe do falso sequestro. Bandidos realizam ligações de outros estados, informando a pessoa que atende o celular, muitas vezes com número inibido, que estão em poder de um parente e se não for depositado uma certa quantia em contas de laranjas, onde são abertas contas para uso exclusivo deste golpe nas próprias loterias da Caixa Econômica Federal. 

No caso de hoje eles  diziam estar com a filha do senhor que teve a identidade preservada,  sob a mira de um revólver na cabeça. O gerente da loteria conhecendo o golpe, tentou e fez de tudo pra evitar que os depósitos fossem efetuados. Como o limite de depósito em cada conta é de apenas R$ 1.500,00 ao dia, os golpistas conseguiram convencer o senhor a realizar três depósitos em contas diferentes. 

Mesmo com a resistência por parte do gerente da lotérica, o senhor disse que o dinheiro era dele, a filha era dele e efetuasse de imediato os depósitos. Depois de depositar, a filha dele liga e diz que está em casa bem e etc... e não sabia nem que estava acontecendo isso com seu pai. Em seguida ele queria obrigar o gerente a estornar os depósitos, sendo que o dinheiro já havia sido sacado.

 O primeiro passo segundo Dr. José Vieira, titular da Delegacia de Defraudações de Mossoró, é. "Manter a calma, não se desesperar, depois tentar entrar em contato com o familiar em questão, juntar o maior número possível de informações onde a pessoa está, junto aos outros familiares, e em seguida acionar a polícia. E o mais importante é evitar atender ligações de números privados(inibidos). Se a pessoa é seu parente, jamais ligará em número confidencial". Finalizou o Delegado. 

Passando na Hora

0 comentários:

Postar um comentário