Páginas

sábado, 21 de fevereiro de 2015

Com a maré alta nesse final de semana, população de Barreiras mais uma vez sofre com o avanço do mar na comunidade

Foto: Enviada através do WhatsApp

Ericlaudio Pereira/ da Redação

O avanço do mar é um fenômeno registrado no litoral dos 17 Estados brasileiros banhados pelo oceano Atlântico. Levantamentos recentes apontam que, além de avançar em uma velocidade acima do normal em alguns locais, o mar também está recuando em parte significativa do litoral brasileiro, o que vem mudando o mapa litorâneo de algumas cidades do Brasil. Especialistas preveem alterações ainda maiores nos próximos anos.  

O estudo “Erosão e progradação do litoral Brasileiro”, do Ministério do Meio Ambiente, é apontado como um atlas do litoral e mostra que o Estados enfrentam situações bem distintas, causadas não só pela ação natural do tempo, mas principalmente pelas interferências do homem como construções à beira-mar. O estudo não mostra que é o aquecimento global a causa do avanço do mar, como chegou a ser apontado por alguns ambientalistas.
Praia de Barreiras
Icapuí/CE

Ainda segundo o estudo, As modificações na posição da linha de costa decorrem em grande parte da falta de sedimentos, provocado pelo esgotamento da fonte, principalmente a plataforma continental.

Na Praia de Barreiras, como também em outras no litoral do município de Icapuí e até mesmo no litoral cearense e alguns estados do litoral brasileiro, essas alterações estão bastante visíveis, onde casas já foram destruídas, barracas, fazendo assim com que a população viva assustada constantemente por medo das casas desabarem a qualquer momento.

Na Praia de Barreiras inclusive já se iniciaram duas ações, que, porém, precisam ser complementadas, porque um dos muros de contenção não foi colocado em distância suficiente. Já foi feito um muro de contenção na Praia de Barrinha, mas é preciso que o trabalho de contenção não se restrinja só a Barrinha e a Barreiras, que se faça também em outras praias do município, como é o caso da Praia de Redonda, onde também algumas barracas e casas foram destruídas.

Casas derrubadas por conta do avança da maré, 
inclusive poste com risco de cair também
Foto: enviada através do WhatsApp

Já existe emendas de deputados do município para que se resolva esse problema do avanço da maré, mas até agora não foi solucionado o problema, Com isso, moradores e visitantes, ficam sem saber o que fazer e a quem recorrer.
A população espera que algum órgão ou os responsáveis tomem alguma providência e logo, se não muitos irão perder suas casas, suas barracas ou até mesmo alguma morte por conta de algum desabamento que venha ocorrer.


0 comentários:

Postar um comentário