Header Ads

Taxistas de Tibau se dizem impedidos de trabalhar

Os agentes de trânsito fiscalizaram o transporte de passageiros  – Foto Ednilto Neves


Eles alegam que os agentes de trânsito estão sujeitando os taxistas da cidade praiana a multas, caso transportem os passageiros, a partir de um ponto que fica instalado no Aceu, no centro de Mossoró.

Os taxistas de Tibau vivem um impasse com a Secretaria de Mobilidade Urbana de Mossoró (SEMOB). Eles alegam que os agentes de trânsito estão sujeitando os taxistas da cidade praiana a multas, caso transportem os passageiros, a partir de um ponto que fica instalado no Aceu, no centro de Mossoró.
Segundo Eider Dantas, representante da Associação dos Taxistas de Tibau (ATT), no dia 29 de dezembro, foi realizada reunião, no gabinete da Prefeitura de Mossoró, com a presença do chefe do Executivo Francisco José Júnior, do secretário de Mobilidade Urbana, Charlejandro Rustayne, do prefeito de Tibau, Josinaldo Marcos, e de um advogado representando os taxistas de Tibau.
“Todo ano, temos problemas como o secretário de Mobilidade. É lamentável que, no período de veraneio, retirem os taxistas de Tibau e coloquem apenas os de Mossoró para realizar a atividade”, declarou Eider.
Já no dia 30, foi promovido outro encontro para definir como funcionaria o transporte de passageiros de Mossoró a Tibau e de Tibau a Mossoró, no período que se estende até o final do Carnaval.
“No dia 30, ficou acordado que o transporte de passageiros iria funcionar em regime de alternância tanto em Mossoró como em Tibau nas sextas, sábados e domingos. Ou seja, os taxistas das duas cidades poderiam pegar passageiros em ambos os municípios, respeitando a alternância. Um taxista de Tibau transportaria passageiros, depois seria a vez de um profissional de Mossoró”, explicou .
Contudo, o representante da ATT destaca que esse acordo foi rompido na manhã de ontem, 6, em Mossoró. “Alguns taxistas de Mossoró procuraram o secretário de Mobilidade Urbana, Charlejandro, e afirmaram que queriam que o regime de alternância fosse realizado todos os dias. Hoje [ontem], pela manhã,  o secretário acionou a polícia e os agentes de trânsito. Os agentes multavam os taxistas de Tibau, caso transportassem passageiros que estavam em Mossoró”, frisou.
Eider salienta que o acordo não foi cumprido e nem documentado. “Nós reivindicamos que o acordo tenha validade. Não é a primeira vez que somos tratados assim. É um tratamento diferenciado. Os taxistas de outras cidades não estão sendo incomodados, apenas os de Tibau.
Nossa reportagem conversou com Luís Corrêa, gerente executivo de Trânsito de Mossoró. Ele confirmou a realização da reunião e o acordo estabelecido, mas disse que as regras foram desrespeitadas pelos próprios taxistas de Tibau.
“O próprio secretário de Mobilidade Urbana foi ao Aceu, onde um taxista de Tibau disse que não queria cumprir o acordo. Mediante a essa atitude, o acordo foi rompido. Como apenas os táxis de Mossoró estão regulamentos para a realização do transporte na cidade, adotamos a aplicação de medidas corretivas aos taxistas de Tibau, uma vez que eles não estão habilitados a realizar o transporte de passageiros aqui”, disse.
Fonte: Gazeta do Oeste

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.