Páginas

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Policia Civil prende Chefe da maior Quadrilha de Roubo a Banco e Carro Forte das Regiões Norte e Nordeste do Brasil.

Grande arsenal foi apreendido com o chefe da quadrilha. (Divulgação)

No dia 28/01/2015, durante a Operação Varredura III, equipes da PC de Guanambi, Garcif - Grupo de Repressão a Crimes contra Instituições Financeiras e da Superintendência de Inteligencia da SSP/BA, prenderam na cidade de Bom Jesus da Lapa, o infrator Vangervaldo dos Santos Correia, vulgo "ponto 50", de 49 anos, chefe da Quadrilha denominada "Novo Cangaço", especializada em roubos a bancos e carros fortes, com atuação nos Estados da Bahia, Ceara, Goias, Mato Grosso, Minas Gerais, Pernambuco e Piauí.

O assaltante, que e natural de Salvador, estava morando na Lapa ha aproximadamente dois anos, onde usava documentos falsos em nome de Ivan Santos de Araujo, trabalhava comprando e vendendo veículos, possuía um Posto de Lavagem e se apresentava como "Irmão Ivan", assíduo frequentador de templos evangélicos.

A Policia Civil de Guanambi chegou ao paradeiro de Vangervaldo no curso da investigação do Roubo ao Banco do Brasil da cidade de Tanque Novo, ocorrido em 03/07/2013, quando dez indivíduos armados com Fuzis invadiram a cidade e subtraíram o dinheiro da agencia, fugindo apos efetuar vários disparos contra uma viatura da Cipe Sudoeste. 

Vangervaldo dos Santos Correia, vulgo "ponto 50" era chefe de uma
poderosa quadrilha de roubo a bancos e carros-forte. (Divulgação)
Vangervaldo responde vários processos em vários Estados e foi preso em Uberlandia-MG, em 1998, na posse de três Fuzis logo apos roubar uma Agencia do Banco do Brasil. No ano de 2004, ele foi preso na cidade de Andarai-Ba, na posse de cinco Fuzis e três Metralhadoras, uma delas de bateria antiaérea, de calibre .50, apos roubar os bancos de Andaraí e Utinga.

No ano de 2010 Vangervaldo foi preso na cidade de Goiânia-GO, apos roubar o Banco do Brasil da cidade. A Quadrilha comandada por Vangervaldo possui ramificações em vários Estados e detém poder econômico, sendo que seus advogados constantemente recorrem aos Tribunais do Distrito Federal, STJ e STF, no intuito de manter os integrantes livres e em atuação.

Vangervaldo foi apelidado de .50 em virtude de ser exímio operador da metralhadora .50, arma de grande poder de fogo, que transfixa com facilidade a blindagem dos carros fortes.

22a Coorpin. Guanambi/Bom Jesus da Lapa.



0 comentários:

Postar um comentário