Páginas

terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Lixo espalhado na estrada que dar acesso a Mata Fresca, prejudica população do município

Foto: enviado através do WhatsApp 


Os lixões são depósitos de lixo a céu aberto, onde o lixo é lançado diretamente no solo, sem qualquer cuidado técnico ou especial. Esse tipo de disposição se dá pela simples descarga de lixo sobre o solo, sem nenhum tipo de medida de proteção da qualidade do solo, das águas e do ar, e tampouco da saúde e o bem-estar da população.

Longe de ser uma solução, os lixões são criadouros de insetos, muitos dos quais transmissores de doenças, que podem ser veiculadas principalmente por moscas e baratas. E de roedores, que também proliferam nos lixões, e podem transmitir doenças infecciosas, como a leptospirose (causada por uma bactéria presente na urina de ratos).

Há vários dias que a população de Icapuí(sede), como também comunidades circunvizinhas, vêm sofrendo com o descaso em relação ao lixo que está espalhado na estrada que dar acesso a comunidades como Mata Fresca, Tanque do Lima, entre outras. 

O lixo está espalhado há algumas semanas, atrapalhando a passagem das pessoas que ali trafegam, como também os veículos que trafegam naquela via, sem contar no mau cheiro insuportável onde as pessoas são obrigadas a suportar, onde os órgãos competentes não tomam nenhuma providência com relação a esse problema.

Aqui já envolve uma questão jurídica, porque só o fato de haver um lixão, é crime ambiental, pois ali tem disposição de lixo a céu aberto, que é proibido pelo menos desde 1998, quando aprovada a Lei de Crimes Ambientais (vide art. 54).


O problema até agora não foi resolvido, e a população espera que os responsáveis tomem alguma providência com relação ao lixo.

0 comentários:

Postar um comentário